Ensino Médio: 62 3921 6400 | Enem e Vestibulares - T-29: 62 3945 6400   |  

Notícias e Comunicados

Notícias e Comunicados

Acompanhe aqui notícias sobre educação, Enem e vestibulares, além de comunicados da secretaria do Colégio Simbios.

Medicina da USP vai adotar cotas raciais e aderir ao Enem pela 1ª vez na história

Publicado em 01/07/2017

Das 175 vagas de graduação para 2018, 125 serão oferecidas pela Fuvest e 50 serão selecionadas pelo Enem via Sisu (28,6%); destas, 15 serão para alunos de escola pública pretos, pardos e indígenas.

Pela primeira vez em mais de 100 anos de história, a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) vai aplicar uma política de cotas raciais para os ingressantes no curso de graduação em medicina mais prestigiado do país.

Nesta sexta-feira (30), a Congregação da faculdade (órgão máximo de decisão da FMUSP) aprovou a adesão parcial ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar estudantes. A informação foi confirmada ao G1 na manhã deste sábado (1º) pelo diretor da FMUSP, professor José Otávio Costa Auler Júnior.

Segundo ele, 50 das 175 vagas de medicina em 2018 serão selecionadas via Sisu/Enem, e 125 continuarão oferecidas pela Fuvest. "Quem trouxe a proposta foi o Conselho de Graduação. É uma proposta bem completa. Foi aprovada sem modificação. Foi uma votação bem expressiva", afirmou ele. Ainda de acordo com o diretor, os demais cursos da faculdade (fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional) também terão uma parte das vagas destinadas ao Sisu.

Leia o restante da notícia no site do G1